sábado, 30 de agosto de 2008

Amor meu

Aqui, na solidão, eu te vejo... De olhos fechados... De pensamentos cruzados... Das coisas que vivemos... Das coisas que queremos... Eu te amo! E assim... de leve... Incessantemente de busco. Nos meus sonhos eu te encontro. Nas alucinações eu te toco. Em cada momento... eu viajo. Você... meu amor... Pedaço do meu corpo... Parte de minha alma... Caminho do meu coração... Não te ter... é uma angústia... Mas quando eu te toco, tudo se afigura. Vejo, sinto, beijo, amo... Deliro de alegria... O prazer me inebria... E tu... amor meu... É tão meu, que ninguém me tira. Te abraçaria por horas Te beijaria por anos E nas batidas dos nossos corações entrelaçados Enfim entendo, que não há momento tão nosso... ...e que nada pode ser maior.

5 comentários:

Djuna disse...

Minha amiga, que blog lindo! Inspirador...

Estarei sempre por aqui.

Um beijo.

Lis disse...

Ciça,
A paixão é mesmo um delírio que faz a alma vibrar e corpo oxigenar.
Espero que seu fim de semana de tenha sido esplendoroso e sua semana seja iluminda.
Beijos.

Lis disse...

Ciça,
Não consegui ouvir a música, será que é meu navegador?

Anônimo disse...

Migha Adoreiii, lindo mesmoo!
Bjuxsss...

Anônimo disse...

Migha Adoreiii, lindo mesmoo!
Bjuxsss...