terça-feira, 28 de outubro de 2008

Felicidade. Luz.

Dizem que felicidade não se traduz.

Dizem que felicidade não se descreve.

Mas não me importo, eu tento.

Me sinto feliz.

Minhas pernas pulsam.

Meus braços voam.

Minha cabeça gira.

Meu corpo dança.

Meus olhos vibram.

Minhas mãos cantam.

Minha alma brilha.

Oh felicidade! Que me faz assim.

Tão confusa quanto amante.

Tão amante que se confunde.

O amor é feliz.

A felicidade me faz ser mais amor.

Mais vida. Mais luz.

Luz que compartilho.

Luz que ilumina.

Meu caminho.

Meu destino.

E é sempre mais.

Minha felicidade.

3 comentários:

Melsavinon disse...

É isso aí...Temos então coisas em comum...
Qualquer dia vamos achar mais coisas pra falar...tipo da Maria Rita (he he he)
O post de hoje - muito bonito!
Bjs

Layla Lauar disse...

Nossa que felicidade mais feliz!!! "benzadeus"!!!


ficou linda toda essa alegria assim poetada.

eu quando estou muito feliz, fico muda, para que a felicidade não me escape pela boca..rss

dias cada vez melhores procê..


beijos mil, Deus lhe cuide!

Renata Braga disse...

Lindo mesmo!

Adorei essa fase, que seja contagiosa!!! Sempre!!


Bejossss querida!