sexta-feira, 22 de maio de 2009

Tu e eu

O COMEÇO Era verão. Fim de tarde. A conversa fluía feliz. Os olhares sempre se cruzando deixavam transparecer uma vontade que ambos sentiam, mas não falavam. Entre palavras e frases sobre a rotina, aproximavam-se. Era um tal de esbarra aqui, encosta ali. Os sorrisos ora tímidos, ora frouxos, cada vez mais deixavam a proximidade acontecer. Quando há magia, as coisas acontecem, sem que se perceba. Havia muita magia lá. Havia muita vontade lá. A casa ficava numa rua calma, e isso ajudou. Os últimos raios de sol iluminavam o dia que estava acabando. Algumas pessoas passavam e, percebendo a magia ansiosa que cercava os dois, iam-se. Todos sabiam. Poucos falavam. Depois todos souberam e, sem querer, testemunharam uma história de cumplicidade acontecer. Quando ela estava prestes a ir, ele a beijou. Um beijo roubado, do jeito que ela queria. Foi demorado, foi quente. Mas foi principalmente, forte. Foi o primeiro de muitos. Foi o beijo do começo de uma vida. O carinho aconteceu ali, e jurou ser eterno. PROMESSA Um beijo selou uma amizade vívida. Leal. É por ela que até hoje eles vivem. Prometeram juntos ficarem pra sempre. E cumprem. Depois daquele beijo tão esperado. Uniram-se. A distância nunca ultrapassa alguns dias e já parece uma eternidade. Como qualquer casal eles brigam. Sofrem. Erram. E como erram. As vezes perdem-se. As vezes pensam em desistir. As vezes praticamente desistem. Mas não conseguem. Há sempre uma esperança. Há sempre o carinho. Há sempre o amor. Não são eles exemplos. Nem são corretos. São apenas humanos que caem, se levantam e seguem. Mas sempre juntos. Sempre apoiando-se um ao outro. É como se estivessem ligados há muito mais tempo do que na verdade estão. Choram juntos. Sorriem juntos. E se abraçam com tanta vontade, que todo o resto parece ser só o resto. Isso é cumplicidade. E assim seguindo, aprenderam a se proteger. Um ao outro e dos outros. São invejados. São alvejados. Mas a promessa continua sendo cumprida: juntos, sempre, pra sempre. ROTINA Casar não é fácil. Dividir é muito difícil. Casar é invadir, ser invadido. É esquecer a privacidade. É mostrar fraquezas. Mostrar defesas. É brigar, ignorar, partilhar, perdoar quase que diariamente. Casar é para fortes. Fracos desistem no meio do caminho. Eles, ainda são fortes. Ainda se abraçam enquanto dormem e dão beijo de bom dia. Ainda perdem a paciência e se reconciliam com afagos. Há muitos contras. Há poucos prós. E sim, vale a pena. Equilíbrio é para poucos. Sinceridade é pra todos. É preciso saber perdoar. É preciso saber cuidar. É preciso saber tocar. Rotina é difícil, quase impossível. Mas ainda bem que vivemos um dia após o outro, e entre cada um existe uma noite. É quando os corpos se acolhem, se perdoam, se amam.

PARA VOCÊ!

Amor meu... Reconheço que não sou perfeita como você merece. Reconheço que não sou tão apaixonante quanto a mulher que você gostaria que eu fosse. Talvez eu não seja paciente. Nem tampouco tranqüila. Não gosto de ser dona-de-casa, nem de cozinhar. Mas eu gosto de você. Escolhi você porque você conquistou a minha confiança e meu amor. Escolhi você porque você me escolheu como a mulher da sua vida. Dia após dia te admiro. Obrigada por estar comigo. Perdoe-me por não ser ideal. Ainda cumpro nossa promessa e acordar todos os dias ao seu lado é confortante! Nunca esqueci, nem esquecerei nossa história e estarei sempre pensando em continuá-la com muito carinho. O mesmo carinho que você me dá todos os dias e que enche meu ego de emoção.

Feliz Aniversário!

3 comentários:

Darlan disse...

lol
lança um livro criatura!

Anônimo disse...

Lindoo Mighaaa...
Ah eu faço parte dessa História, rsrsrs!
Td d bom para vcs, pq vcs Merecemm...
Bjuxss...
Josy!

Rayos de Luna disse...

Que história de amor real e linda Ciça, tava olhando meus feeds e me encantei, que lindo amor... Quase já vivi tudo isso, ainda espero por viver, parabéns por essa conquista diária, por esse eterno aprendizado que será e por aprenderem um com o outro. Não conheço o casal, mas amei sua descrição, Deus abençoe sempre essa união. Beijos,
Raiana

www.raianareis.blogspot.com
www.tocou.blogspot.com